Notícias

16/08/2017

Perfil do consumidor em tempos de crise


Nos últimos anos, consequências importantes da crise que atravessamos afetaram variáveis estruturais do País, tanto econômicas como sociais. Essa mudança profunda impactou diretamente o poder de compra das famílias, que viram a inflação corroer seu orçamento. O desemprego também colaborou para a queda de renda de uma parcela significativa dessas famílias. Com isso, o consumidor se viu forçado a rever seus hábitos, estratégia mais imediata para se adaptar ao cenário. Mas, afinal, quem é esse consumidor que precisou se adaptar? Quais são seus hábitos? Como ele se comporta na crise e o que teve que mudar em sua rotina?

As dificuldades na economia levaram ao aumento das taxas de inadimplência e restringiram o acesso ao crédito. Diante disso, 80% dos brasileiros fizeram cortes e ajustes no orçamento em 2016, segundo pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

O levantamento aponta que 80% dos brasileiros agora esperam por promoções para comprar bens de maior valor; 68% adiaram a aquisição de itens como carro, imóveis, eletrônicos e eletrodomésticos; 64% deixaram de sair para bares e restaurantes; e 56,6% cortaram alimentos supérfluos. Na análise do comportamento desse consumidor, observou-se que, pela ordem, sua reação diante da crise são as seguintes:

1. Primeiro, corta os custos supérfluos, restringindo-se aos básicos;

2. Depois, troca de marca, substituindo produtos de primeira linha por similares com menor custo;

 3. Corta até mesmo alguns produtos essenciais e reduz atividades ou restringe saídas do domicílio;

4. Por último, vem o drástico corte do consumo fora do lar.

Os consumidores também passaram a escolher produtos que ofereçam opções de reembolso, tais como promoções, embalagens retornáveis, acúmulo de pontos e descontos fidelizados. Na mesma linha, a busca por itens que tragam melhor relação entre custo e benefício aumentou, ou seja, aqueles que sejam duradouros e reaproveitáveis.

Além de preços mais baixos, o consumidor também tem deixado um pouco de lado a conveniência da compra para buscar a diversificação das marcas. Com isso, aquelas que eram opções somente das camadas mais emergentes estão se popularizando entre os consumidores de todas as classes.

 Segundo a Confederação Nacional da Indústria (CNI), em momentos de crise, o consumidor procura:

1. Fazer suas compras com maior cautela;

2. Não deixar o impulso tomar conta de suas decisões de compra;

3. Ter maior cuidado na hora de usar o cartão de crédito ou fazer parcelamento;

 4. Avaliar o real valor que o produto vai ter em sua vida;

5. Destinar mais recursos para a poupança.

Comprar em conjunto tem sido uma prática muito interessante e lucrativa. Esse hábito surgiu da necessidade de buscar melhores condições e preços e tem dado excelentes resultados. Acaba sendo mais barato para o consumidor, sem perda de qualidade.

 Com esse novo perfil de cliente, o empresário do comércio deverá estar atento para planejar adequadamente seus negócios. Sem essa percepção e adaptação, poderá cometer graves erros de gestão e sofrer consequências preocupantes.

Nesse cenário, a competição também está mais acirrada, o que exigirá o desenvolvimento de estratégias de marketing mais agressivas para atrair e fidelizar o cliente. A crise modifica a maneira pela qual a população se comporta.

 De uma forma geral, o consumidor está mais atento. Ele dá mais valor ao seu dinheiro e faz mais pesquisas. Sem dúvida, é necessário ofertar preço, formas de pagamento e atendimento adequados e de qualidade para conseguir efetivar uma venda em épocas difíceis.

 

                                                                                                           Fonte: Revista Economix- Edição 87

 

 

 

                                                                                                             Comunicação Sincomercio Jundiaí

Assine nossa Newsletter

Enviando formulário…

O servidor encontrou um erro.

Formulário recebido.

Veja mais

Rua Prudente de Moraes, 584 - Centro - Jundiaí, SP

Fone: (11) 4583-1410

2015 SINCOMERCIO JUNDIAÍ -  Desenvolvimento e  Design: